cheap jerseys

Tire suas dúvidas

Tenho Endometriose. Poderei engravidar naturalmente?

Quais são as causas da infertilidade conjugal?

Quais os tipos de tratamento?

Como diagnosticar infertilidade?

Qual a probabilidade de sucesso dos tratamentos?

Há uma idade limite para isso?

Como funciona a doação de óvulos e de esperma?

Com os escândalos recentes referentes à inseminação artificial, fertilização in vitro etc. Quais são as garantias que a Engravida apresenta para as suas pacientes?

Como o tratamento psicológico pode ajudar o casal a enfrentar o tratamento de infertilidade?

Qual a minha real chance de engravidar com o tratamento proposto?

Como devo me preparar para a gravidez?

Existe algo que eu possa fazer para otimizar as minhas chances de engravidar com o tratamento proposto?

Tenho Endometriose. Poderei engravidar naturalmente?

Endometriose é a existência de células endometriais em outros locais do corpo da mulher que não no local apropriado (revestindo internamente o útero). Todo mês o aparelho reprodutor feminino se prepara para uma possível gestação. Não ocorrendo a fecundação esta camada constituída por células endometriais denominada de endométrio, desprende-se do útero e dá origem ao sangramento menstrual. O organismo feminino então, sabiamente, prepara-se mensalmente para receber uma gestação com uma nova camada de células. A mesma não sendo aproveitada acaba sendo desprezada. Apesar de ser uma patologia muito frequente e, consequentemente muito estudada, diversas dúvidas ainda restam a ser esclarecidas sobre a Endometriose. Até hoje não se sabe claramente, por exemplo, qual a origem desta alteração. Um dos principais problemas da Endometriose é a sua sintomatologia variável, verificando-se desde casos completamente assintomáticos (forma silenciosa), até os quadros de dor muito intensa. Comumente essa patologia tem como primeira e única manifestação a Infertilidade, ou seja, a mulher acaba descobrindo que é portadora de endometriose através da busca pelo fator que está impedindo que uma gestação ocorra. Estima-se que grande parcela das mulheres inférteis tenha endometriose, uma vez que a mesma pode aumentar em até 20 vezes o risco de ocorrer a Infertilidade. Embora seja possível engravidar apresentando essa patologia, principalmente no acometimento por graus leves, recomenda-se o aconselhamento, por parte do Ginecologista ou de um Serviço Especializado na área de Reprodução Humana, para auxiliar no planejamento do futuro reprodutivo da mulher, mesmo que essa não deseje ter filhos a curto prazo.

Quais são as causas da infertilidade conjugal?

As causas são diversas e se devem a problemas femininos, masculinos ou por uma combinação de motivos. Por isso, para descobrir o que está gerando a infertilidade o casal deve fazer uma avaliação médica conjunta.

O especialista em reprodução humana pode investigar e diagnosticar as causas desse problema. Normalmente as causas são distribuídas em proporção semelhante entre os casais: em 40% dos casos, advém de um fator feminino, em outros 40%, a causa é masculina. Os outros 20% são situações em que ambos apresentam fatores de infertilidade. A infertilidade pode também ser multifatorial, ou seja, mais de uma causa pode estar presente na mesma pessoa.

Quais os tipos de tratamento?

Há três tipos de tratamento para a infertilidade, mas depende do caso de cada paciente:
Relação Sexual Programada
Inseminação Intrauterina
Fertilização In Vitro

Como diagnosticar infertilidade?

Um casal que não tenha problemas de infertilidade tem em torno de 20% de chance de engravidar a cada ciclo menstrual. Segundo estatísticas da OMS (Organização Mundial de Saúde) um casal sem problemas consegue engravidar em um ano de tentativa. Após este período a dificuldade para engravidar deve ser investigada. Um especialista pode avaliar o casal por meio de exames clínicos, laboratoriais e diagnóstico por imagem.

É perfeitamente normal que seja solicitado uma série de exames antes de fazer um diagnóstico final e indicar o tratamento mais adequado. Para tratar um caso de infertilidade é preciso primeiro investigar todos esses fatores, assim, as chances de obter resultado positivo são maiores.

Qual a probabilidade de sucesso dos tratamentos?

As taxas de sucesso variam de acordo com a idade da paciente, com a causa de infertilidade e com o tipo de tratamento. Uma FIV, para uma paciente com até 35 anos, tem em média uma taxa de sucesso de 40%.

Há uma idade limite para isso?

Não, uma vez que seja determinado que a paciente esteja apta para o tratamento. Existem técnicas apropriadas, como a ovodoação, para mulheres em idade avançada.

Como funciona a doação de óvulos e de esperma?

A doação de óvulos é anônima, sem fins lucrativos e sem custos para a doadora. As pacientes mais jovens, com menos de 35 anos de idade, podem doar seus óvulos para outras pacientes. Existe um programa que consiste de uma triagem psicológica, histórico familiar, uma série de exames clínicos, laboratoriais e de imagem para ser aprovada. Tudo fica acordado em um termo de consentimento livre e esclarecido.

A doação de esperma ocorre somente a partir de um banco de sêmen. Durante seis meses o doador de sêmen passa por uma série de exames. Após aprovação, o sêmen é armazenado em laboratório. As informações fenotípicas (características físicas) são coletadas e disponibilizadas para o receptor. Tudo fica acordado em um termo de consentimento livre e esclarecido.

Com os escândalos recentes referentes à inseminação artificial, fertilização in vitro etc. Quais são as garantias que a Engravida apresenta para as suas pacientes?

A Engravida oferece, antes de tudo, transparência. Autoriza a presença do marido durante o tratamento e o ginecologista indicado pela paciente acompanha e participa de todo o processo. Todos os exames e os procedimentos são entregues ao casal no final do tratamento.

Como o tratamento psicológico pode ajudar o casal a enfrentar o tratamento de infertilidade?

O tratamento de infertilidade causa muitos ônus emocionais ao casal. Apesar do esclarecimento, por parte da equipe médica, sobre suas limitações, a expectativa em relação ao resultado é grande e o apoio psicológico é fundamental para administrar a ansiedade e o desgaste emocional gerados no decorrer do tratamento.

Qual a minha real chance de engravidar com o tratamento proposto?

Depende do tratamento e da causa de sua infertilidade. Cada tipo de tratamento oferece um índice de chances específico, mas a resposta de cada paciente depende dos fatores que estão causando a infertilidade.

Como devo me preparar para a gravidez?

Não há um preparo específico para pacientes de tratamento de fertilidade. É recomendado, para qualquer mulher que queira engravidar, o uso precedente de ácido fólico para prevenção de alterações no fechamento do tubo neural do feto.

Existe algo que eu possa fazer para otimizar as minhas chances de engravidar com o tratamento proposto?

Sim, acupuntura. As sessões de acupuntura melhoram as taxas de implantação embrionária.

Unidades Engravida

São Paulo

Av. Angélica, 916 - Térreo
Higienópolis
+55 (11) 3821 7700

Rio de Janeiro (em breve)

Rua São Clemente, 347
Botafogo
+55 (21) 2203 2004

Brasília (em breve)

SEP/S EQ 709/909, Lt.A Bl.A
Sala 01 - C. Médico Júlio Adnet
 

Campinas